terça-feira, 19 de dezembro de 2017

A CRLV ganha versão digital até o final de 2018

Redação VN
Na ultima quarta-feira (13) o Contran, Conselho Nacional de Trânsito publicou uma resolução que cria uma versão digital do CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento) para facilitar a vida do cidadão.
O sistema deve ser implementado pelos órgãos e entidades executivos de trânsito dos estados e Distrito Federal até 31 de dezembro de 2018.De acordo com o Contran, o CRLVe somente será expedido após a quitação dos débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais, vinculados ao veículo, bem como o pagamento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestres (DPVAT).
O Departatamento Nacional de Trânsito (Denatran) disse que isso dependerá de cada órgão local de trânsito, assim como acontece com a CNH-e.
fonte/redacao@varelanoticias.com.br

Gildásio Penedo é eleito novo presidente do Tribunal de Contas do Estado


[Gildásio Penedo é eleito novo presidente do Tribunal de Contas do Estado]
O conselheiro Gildásio Penedo foi eleito presidente do Tribunal de Contas do Estado da Bahia, na noite desta terça-feira (19), para o biênio 2018-2019. A votação foi unanime. Também foram eleitos os conselheiros Marcus Presídio para vice-presidente e Inaldo da Paixão Santos Araújo – ex-presidente – como corregedor. 
Na mesma sessão foram eleitos o conselheiro João Evilásio Bonfim, para o cargo de ouvidor do TCE, e Antonio Honorato de Castro Neto, como diretor da Escola de Contas Conselheiro José Borba Pedreira Lapa (ECPL).
Ainda foram definidas as composições da 1ª e da 2ª Câmaras do TCE/BA, que terão as seguintes formações para o próximo biênio: Carolina Matos Alves Costa, Marcus Presídio e Antonio Honorato integrando a Primeira Câmara, e Pedro Henrique Lino, Inaldo da Paixão Santos Araújo e João Evilásio Bonfim compondo a Segunda Câmara. Os presidentes das duas Câmaras serão eleitos na primeira sessão do TCE de 2018.
Penedo agradeceu aos conselheiros pela votação unânime. “A minha história nesta Corte de Contas criou balizas e entusiasmo para que houvesse essa unanimidade na escolha. Isso mostra que somos iguais em tamanho e, efetivamente, este será sempre o guia na minha atuação nesta Corte. Agirei sempre de acordo com a minha consciência. Não tenho dúvidas de que, pela excelência do seu corpo funcional, este Tribunal é bem melhor do que era há dez anos. É com alegria, satisfação e, sobretudo, com muita humildade que recebo esta votação, agradecendo a todos vocês, conselheiros e servidores, por trabalharem pelo fortalecimento desta Casa”.
O ex-deputado estadual conseguiu se articular e vencer a disputa contra o também ex-deputado João Bonfim que costurava apoio político para conseguir o cargo.fonte/bocaonews,