domingo, 24 de setembro de 2017

Em 2016 Inhambupe produziu 256 mil toneladas de laranja, diz IBGE

A fruticultura nacional registrou no ano passado recorde no valor de produção, com total de R$ 33,3 bilhões, de acordo com a pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM 2016), divulgada hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O maior da série histórica, iniciada em 1974.

As frutíferas são compostas por 22 produtos, incluindo lavouras temporárias (abacaxi, melancia e melão) e permanentes (abacate, banana, caqui, castanha de caju, coco-da-baía, figo, goiaba, laranja, limão, maçã, mamão, manga, maracujá, marmelo, noz, pera, pêssego, tangerina e uva).

As maiores altas do valor na produção em 2016 foram registradas nas culturas de limão (52%), laranja (47,2%), banana (43,4%) e maçã (25,8%). Em valores absolutos, a liderança é da laranja, que concentra 25,1% do valor de produção, com R$ 8,4 bilhões; e da banana (25%), com valor de produção de R$ 8,3 bilhões.

No quesito valor de produção agrícola, a Bahia se manteve na 7ª posição no ranking nacional. Frutas como mamão, abacaxi e graviola geraram, no ano passado, R$ 6,3 bilhões no estado, 8,5% a mais que em 2015. 

Principal produtor e exportador de laranja do mundo, em 2016, o Brasil produziu 17,2 milhões de toneladas da fruta, 1,8% a mais que no ano anterior. A área colhida foi de 659 mil hectares e o valor de produção teve expansão de 47,2%, alcançando R$ 8,4 bilhões.

Por municípios, a maior produção foi registrada em Casa Branca (SP), com 694 mil toneladas.


Também  teve destaque o município de Inhambupe, localizado a 156 km de Salvador, que em 2016 na 9ª posição atingiu uma produção de Laranja de 256 mil toneladas e limão registrou 7.875 mil toneladas. Já o município de Rio Real/Ba produziu 345 mil toneladas em 2016.

Leia mais notícias em  RL News e siga nossa página no Facebook e Twitter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário