sexta-feira, 29 de setembro de 2017

[Maternidade prisional: o destino dos filhos de mulheres encarceradas]Crianças que nascem de mães encarceradas tem graves efeitos psicológicos e na vida social. Na última matéria da série do BNews “Maternidade Prisional”, o sociólogo e professor universitário Eduardo Alfano analisou a situação de filhos de internas do sistema prisional, enquanto indivíduos sociais. Além disso, a diretora do único Conjunto Penal Feminino de Salvador, Luz Marina Silva explica o destino das crianças ao saírem do cárcere.
A gestora esclarece que após nascer, o bebê fica com a mãe até seis meses. Após esse tempo, as crianças são entregues às famílias das internas. Em casos que a mãe não tem família ou condições de manter a criança, existe a creche Abrigo Nova Semente, construída no próprio Complexo, que fica no bairro da Mata Escura e abriga apenas filhos de apenados do Conjunto Penal Feminino e da Penitenciária Lemos Brito. Até este mês de setembro, de acordo com a diretora, quatro mulheres já deram à luz nesta situação, sendo que duas delas têm parceiros presos.
Mas, os bebês não são os únicos que passam por esta situação. Conforme a diretora, ainda existem dez crianças abrigadas na creche com idades entre 10 e 15 anos e quatro entre 3 e 6 anos de idade. “Muitas mães ganham a liberdade e quando saem não vão buscar os filhos. Acham que estão mais bem cuidados pela Irmã Adele Pezzoni, responsável pelo abrigo. E, outras morrem devido ao envolvimento no crime”, justifica.
Luz Marina Silva ainda revelou que os pré e os adolescentes têm dificuldades para serem adotadas. “Essas crianças [sem mãe] são encaminhadas para outra instituição. Já as mães que estão presas são levadas pela Irmã Adele para visitar os filhos toda terça e quinta-feira”.
A análise dos dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA) e do Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Acolhidos (CNCA), administrados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) prova que adoção no Brasil é um desafio. O país tem 44 mil crianças e adolescentes atualmente vivendo em abrigos, segundo o CNCA.
“Um fato triste que ocorre é quando mães estão custodiadas veem os filhos semanalmente, mas quando elas saem, não vão visitar com essa frequência”, pontua Luz Marina. Muitas vezes as mães também são transferidas para outras unidades e as crianças não sabem. O que Marina considera triste, pois as crianças não entendem e passam muito tempo sem ver as mães. “Tem uma criança aqui [na unidade] nesta condição que sofre muito com isso. Na semana passada, ela me pediu para ver a mãe, porém, ela foi transferida para outra unidade prisional”, finalizou.
Os filhos de presas na sociedade
O sociólogo e professor universitário Eduardo Alfano analisou a situação de crianças filhas de internas do sistema prisional, enquanto indivíduos sociais. O especialista defende que a prevenção contra as calamidades sociais deve ser a prioridade. Alfano afirma que a solução para todos os problemas não é o encarceramento e sim um conjunto de ações sociais. “Só prender não é a causa, é a consequência. Devemos formar o indivíduo para que ele não seja um delinquente”, afirma. 
Crianças nascidas em unidades prisionais que crescem sem os pais, para o sociólogo é um dilema social a ser enfrentado e uma realidade de um estado classificado por ele como ‘policialesco’, “onde as sanções em sua grande maioria são restritivas de liberdade em detrimento de transações penais em restritiva de direitos”.
Alfano pontua que “esse fenômeno não poderia ser pior, gera efeitos colaterais, pois mais uma vez atacamos a consequência como se fosse a causa, trabalhamos a exceção como se fosse a regra, gerando assim os excluídos dessa lide”.
O sociólogo destaca a exclusão social como uma das causas a serem atacadas para evitar a calamidade social. “Quando temos um Estado Policialesco o bem jurídico da propriedade é mais importante e do que o direito a vida e o direito a liberdade, colocando assim diretos fundamentas de 1ª geração em detrimento, reduzindo tudo ao encarceramento de uma população que é a 3ª maior no mundo, refletindo dessa forma a cultura de exclusão social”. 
Alfano utiliza o sociólogo francês, Emile Durkheim para sustentar a importância da formação social a partir da família. “Os laços sociais não podem estarem nem muito afrouxados e tão pouco muito apertados, porque em ambas situações não é benéfico para sociedade, sem querer ser reducionista, portanto, devemos responder a pergunta, como é que fica a formação da criança com a ausência dos entes basilares da célula nuclear ou seja, os pais?”. 
A problemática de filhos que crescem sem referência da presença dos pais é ilustrada pelo especialista com os divórcios. “Não precisa ser um expert para responder a essa pergunta, veja aí o caos que se encontra a nossa sociedade por termos filhos de pais separados, com a desculpa do péssimo convívio entre os pais, que para não interferirem negativamente na formação dessa referida criança, a melhor coisa que os pais deveriam fazer é se separarem. Mais uma vez é a consequência, que neste caso é má formação desse indivíduo. Por tanta a desagregação familiar influencia bastante na formação e papel social do indivíduo, que pode ser ruim”. 
O sociólogo defende a preparação do indivíduo para que este não cometa crimes e, portanto possa seguir como indivíduo social comum, onde o filho passa ser educado pelos pais. “Nesse mesmo sentido podemos através do método dedutivo chegarmos à conclusão do mal que é a ausência de um dos pais na educação desse ser por se encontrarem reclusos pagando uma pena aplicada pelos delitos cometidos contra essa sociedade”, conclui Alfano.Fonte/bocaonews.

Mutirão de Cirurgias chega em outubro à Região de Ribeira do Pombal

O Mutirão de Cirurgias da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) estará, de 18 a 20 de outubro, na região de Ribeira do Pombal. 

A unidade móvel ficará estacionada no Centro de Saúde - Rua João XIII, Centro. 

Mutirão de Cirurgias chega em outubro à Região de Ribeira do PombalA capacidade diária de consultas será de 180 pacientes, a partir das 7h. Serão oferecidos os procedimentos cirúrgicos de hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica), histerectomia e colecistectomia. 

As cirurgias serão realizadas no Hospital Santa Tereza, em Ribeira do Pombal, a partir do dia 21 de outubro. 

Além do município, serão atendidos pacientes de Antas, Banzaê, Cipó, Coronel João de Sá, Adustina, Nova Soure, Novo Triunfo, Olindina, Parapiranga, Sítio do Quinto, Cícero Dantas, Fátima, Heliópolis e Ribeira do Amparo.

 Para ser atendido no Mutirão, o paciente deve ser cadastrado pelas Secretarias Municipais de Saúde em uma lista única, ou devem ter exames laboratoriais indicando a necessidade de realizar uma das cirurgias oferecidas pelo programa.Fonte/Bahianoticia.

Museu é acusado de pedofilia após interação de criança com homem nu

Apresentação também aconteceu em Salvador, onde outra criança interagiu com artista
Museu é acusado de pedofilia após interação de criança com homem nuFotos e vídeos da performance 'La Bête' (O bicho), na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, causou revolta nas redes sociais. No espetáculo, da última terça-feira (26), uma criança aparentando ter quarto anos toca no artista Wagner Schwartz, que se apresentou completamente nu.
Nas imagens divulgadas, a menina aparece tocando o corpo de Schwartz enquanto ele está deitado de barriga para cima. Outras pessoas também interagiram com o artista. Segundo o MAM, a mulher adulta que aparece no vídeo com a criança manipulando o corpo de Schwartz e a mãe da menina.
A mesma performace foi apresentada em agosto no Goethe-Institut, em Salvador, onde outra criança, segundo registro nas redes, também tocou no artista durante a performance.
Nas redes sociais o clima é de revolta. "Exposição criminosa e que todos ali deviam estar na cadeia", disse um internauta. "Eu devo ser muito conservador. To passando meio mal de ver a criança tocando no homem nu. Pra mim é demais. Dá não. Mundo escroto", escreveu outro.
"Se um homem nu estiver em uma pracinha e for tocado por uma criança, ele irá em cana. Se estiver em uma exposição, será chamado de artista", acrescentou mais um internauta. O ator Alexandre Frota também reagiu: "Essa escória da esquerda me critica por causa de filmes pornô mas cagam na rua, cospem em mulheres, colocam criança para tocar em homem nu", disse.
Em nota, o MAM disse que o evento foi fechado para convidados e que havia  informações sobre a nudez do artista na sala. "O trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis", diz nota.
Ainda de acordo com o museu, as acusações de inadequação "são descabidas e guardam conexão com a cultura de ódio e intimidação à liberdade de expressão que rapidamente se espalha pelo país e nas redes sociais". Confirma nota na íntegra:
Museu Arte de Moderna de São Paulo informa que a performance ‘La Bête’, que está sendo atacada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento para convidados. A sala estava sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez do artista. O trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis. As acusações de inadequação são descabidas e guardam conexão com a cultura de ódio e intimidação à liberdade de expressão que rapidamente se espalha pelo país e nas redes sociais. O material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada da mãe, que participou brevemente da performance, e que a sala estava ocupada pelos espectadores. As insinuações de pedofilia são resultado de deturpação do contexto e significado da obra.Fonte/correio24horas

Prefeito garante Réveillon na Boca do Rio: 'Não precisa de plano B'

A Justiça anulou a rescisão contratual feita pela prefeitura com o consórcio que construiria um shopping no local
A realização do Réveillon de Salvador na Orla da Boca do Rio, próximo à região do antigo Aeroclube, está confirmada. Pelo menos, foi o que garantiu o prefeito ACM Neto, durante uma entrevista coletiva para a assinatura de um convênio para construção de creches em parceria com o governo federal, na manhã desta sexta-feira (29), no Hotel Sheraton da Bahia. 
“Confirmadíssimo. Vai ser o maior Réveillon de todos os tempos de Salvador e um dos melhores do Brasil. Vai ser até mais brilhante e emocionante do que nos outros anos, sem absolutamente nenhum risco do seu acontecimento na área já divulgada”, afirmou o prefeito. 
Para Neto, não existe necessidade de se pensar em um ‘plano B’, caso o evento seja mesmo inviabilizado. “Não tem, nem precisa ter plano B, porque o plano A está consolidado, resolvido e não há nenhum risco da não ocorrência do Réveillon onde foi anunciado pela prefeitura. Não vamos trabalhar com essa hipótese (de mudança de local) porque não será necessário”. 
Esta semana, uma decisão do juiz Mário Soares Caymmi Gomes, da 8ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, anulou, em caráter liminar, a rescisão contratual feita pela prefeitura com o Consórcio Parques Urbanos. No texto, o juiz diz que a prefeitura já tem planos de promover alterações na região e cita a festa de Réveillon. 
Desde o início da semana, a prefeitura, através da Procuradoria Geral do Município (PGM), informou que vai recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Pelo contrato, o consórcio deveria ter construído um shopping na área do Aeroclube, além de ficar responsável pelas obras do Parque dos Ventos, que seria entregue como contrapartida ao município, ao lado do terreno onde ficaria o shopping. 
“Confio na Justiça baiana, no seu bom senso e vamos procurar os meios judiciais para reverter essa decisão, o que espero que aconteça no mais breve espaço de tempo possível. Mas não quero tornar pública nossa estratégia, exatamente para não prejudicar, afinal de contas, do outro lado existem empresários não tão interessados no interesse público e que não estão pensando em Salvado. Mas eu estou e vou defender a cidade de qualquer coisa. Por isso mesmo, não vamos poupar esforços junto ao Judiciário para reverter essa decisão”. Fonte/correio24horas.

Receita consulta base de dados para atualizar CPF de pessoas falecidas

[Receita consulta base de dados para atualizar CPF de pessoas falecidas]A Receita Federal passará a consultar diariamente a base de óbitos da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Brasil para atualizar o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) falecidas. 
O Diário Oficial da União desta sexta-feira (29) publicou a instrução normativa que dispõe sobre o CPF.
De acordo com a Receita, os CPFs que estiverem com ano de óbito informado na base de dados e em situação cadastral regular, pendente de regularização e suspensa passarão à situação cadastral “Titular Falecido,Fonte/Bocaonews.

domingo, 24 de setembro de 2017

O TERÇO DOS HOMENS: Feliz a família que tem um pai que se preocupa em rezar pelos seus

Nas minhas andanças pelas paróquias da Diocese de Paranavaí vou percebendo um ou outro elemento da pastoral ou da espiritualidade do nosso povo que nasce e cresce sem mesmo a gente perceber. Neste sentido vem chamando atenção nos últimos anos a rapidez com que crescem os grupos do “Terço dos Homens”. Em várias das nossas paróquias estes grupos já se reúnem e o trabalho vem acontecendo. Os frutos também já começam a aparecer. É claro que a oração do terço nos leva a refletir os mistérios da vida de nosso Senhor Jesus Cristo. O terço é uma oração mariológico-cristológica porque quem está no centro não é Nossa Senhora, mas o próprio Jesus Cristo.
O Papa São João Paulo II ensinou que o Terço é uma oração contemplativa. A sua Exortação Apostólica “Rosarium Virginis Mariae” (2002), despertou em toda a Igreja um renovado interesse pela antiquíssima devoção do Rosário e seus efeitos continuam se propagando de forma encantadora por todo o mundo. É uma forma de contemplar Jesus com os olhos de Maria, tendo sido ela a criatura que mais perto esteve do Filho de Deus encarnado, durante toda a trajetória da Salvação. Nenhuma outra pessoa na terra esteve tão unida a Cristo quanto Maria. Desde a sua concepção até a morte na cruz, e ainda na ressurreição e após a ascensão, Maria está sempre presente e unida ao mistério de seu Filho, Jesus, Deus e Homem verdadeiro.terco_4
Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora (MG), conta que a “origem deste costume, de homens se reunirem para rezar o Terço, se perde na história. Há notícias de tais grupos ao menos desde 1912. Porém, no Brasil, a iniciativa mais recente foi do Movimento Maria Três Vezes Admirável de Schoenstatt, também conhecido como Mãe Rainha, presente, sobretudo no Norte e no Nordeste”.
Em nossa diocese estes grupos estão crescendo e continuam fazendo florescer a boa devoção a Nossa Senhora nas comunidades, especialmente entre os homens. Testemunhos de participantes assíduos mostram que esta devoção é capaz de fazer renascer a participação na vida da comunidade, conscientiza sobre a dedicação à família, faz retornar o amor à Eucaristia, incentiva a prática da caridade, aumenta a confiança em Deus, etc. Já aconteceram, inclusive, Encontros Nacionais de Grupos do Terço dos Homens, em Aparecida – SP. Estes visam animar tais grupos que surgem em todo o nosso país a se aprofundarem na prática desta oração para alimentar a fé dos fiéis
Que a graça de Deus que sopra onde quer, faça com que mais e mais pessoas se encantem com Jesus Cristo através da prática da oração do terço. Feliz a família que possui um pai que se preocupa em rezar pelos seus. Feliz a comunidade que tem grupos de homens que se preocupam de rezar pelas famílias, pelos filhos e pela Igreja. Feliz a Igreja que continua a unir seus filhos pela devoção à Nossa Senhora. Virgem Mãe, Oh, Mãe da.






G12 - Centro de Treinamento promove Encontro dos Campeões no seu 4º aniversário em Inhambupe

O G12 - Centro de Treinamento convida a toda sociedade para participar deste grande evento que acontecerá no próximo dia 1º de outubro.

Com sede na Ladeira do Tabuleiro, o G12 crava sua marca como um marco de espaço direcionado a cultura esportiva, entre outros fins, no município de Inhambupe.

Este ano, o Centro de Treinamento está completando 04 anos de atividade e conta com sua presença para juntos festejarem esta data.

Entre os participantes, contaremos com a presença de vários jogadores que compuseram a seleção baiana entre outas, entre eles: Jean, Wesley, Robson Luiz, Emo, Paulo Rodrigues, Zé Carlos, Marcelo Ramos, Paulo Isidório; - todos com passagens em diversos times como, Cruzeiro, Vitória, São Paulo, Internacional, Vasco, Sport, Paysandu, Palmeiras, Seleção Brasileira, Fluminenses e outros. 

Dia 1º de outubro, a partir das 13h, você terá uma tarde de lazer, cultura esportiva, música com a banda Café Peter de Alagoinhas, entretenimento e muitas novidades.

Em 2016 Inhambupe produziu 256 mil toneladas de laranja, diz IBGE

A fruticultura nacional registrou no ano passado recorde no valor de produção, com total de R$ 33,3 bilhões, de acordo com a pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM 2016), divulgada hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O maior da série histórica, iniciada em 1974.

As frutíferas são compostas por 22 produtos, incluindo lavouras temporárias (abacaxi, melancia e melão) e permanentes (abacate, banana, caqui, castanha de caju, coco-da-baía, figo, goiaba, laranja, limão, maçã, mamão, manga, maracujá, marmelo, noz, pera, pêssego, tangerina e uva).

As maiores altas do valor na produção em 2016 foram registradas nas culturas de limão (52%), laranja (47,2%), banana (43,4%) e maçã (25,8%). Em valores absolutos, a liderança é da laranja, que concentra 25,1% do valor de produção, com R$ 8,4 bilhões; e da banana (25%), com valor de produção de R$ 8,3 bilhões.

No quesito valor de produção agrícola, a Bahia se manteve na 7ª posição no ranking nacional. Frutas como mamão, abacaxi e graviola geraram, no ano passado, R$ 6,3 bilhões no estado, 8,5% a mais que em 2015. 

Principal produtor e exportador de laranja do mundo, em 2016, o Brasil produziu 17,2 milhões de toneladas da fruta, 1,8% a mais que no ano anterior. A área colhida foi de 659 mil hectares e o valor de produção teve expansão de 47,2%, alcançando R$ 8,4 bilhões.

Por municípios, a maior produção foi registrada em Casa Branca (SP), com 694 mil toneladas.


Também  teve destaque o município de Inhambupe, localizado a 156 km de Salvador, que em 2016 na 9ª posição atingiu uma produção de Laranja de 256 mil toneladas e limão registrou 7.875 mil toneladas. Já o município de Rio Real/Ba produziu 345 mil toneladas em 2016.

Leia mais notícias em  RL News e siga nossa página no Facebook e Twitter.

sábado, 16 de setembro de 2017

Morre jornalista e apresentador Marcelo Rezende aos 65 anos

Um dos principais nomes do jornalismo brasileiro morreu durante o início da noite deste sábado (16). O jornalista Marcelo Rezende, que trabalha na Record, faleceu aos 65 anos por causa de um câncer no pâncreas que depois espalhou em outras partes do corpo. Rezende descobriu a doença em um estágio avançado e estava fora da televisão para tratar desta doença.
Nesta última sexta-feira (15), foi noticiado que Marcelo Rezende tinha tido falência múltipla dos órgãos e nessas últimas horas recebeu homenagens da namorada e do filho, que já estavam preparados para esta notícia. Apesar de passagens por várias emissoras, ele virou uma figura icônica apresentando o programa “Cidade Alerta”, na Record, principalmente por causa de seus bordões como “Corta pra mim” e de sua parceria com Percival.
Além da Record, Marcelo Rezende trabalhou na Globo, apresentando o “Linha Direta”, na Band, comandando o “Tribunal na TV” e na RedeTV, como âncora do “RedeTV News”.
TRAJETÓRIA
Marcelo Rezende nasceu no dia 12 de novembro de 1951, na capital do Rio de Janeiro. Com um estilo e voz inconfundíveis, o jornalista e apresentador se destacou em programas de jornalismo investigativo, como o caso de agressões e assassinatos de moradores da Favela Naval, em Diadema, cometidos por integrantes da Polícia Militar de São Paulo.
Ainda jovem, Rezende começou no Jornal dos Sports, no Rio de Janeiro. Aos 19, já estava na Rádio Globo e chegou a trabalhar com o saudoso Tim Lopes, repórter investigativo brutalmente assassinado por bandidos em 2002. Ele ainda trabalhou na revista esportiva Placar, antes de integrar o time da TV Globo.
Como apresentador, ficou conhecido pelo Linha Direta, que trazia reconstituições e depoimentos de casos criminais reais. Em 2002, já fora da Globo, passa por três emissoras (Record, Bandeirantes e RedeTV!). Foi apresentador do telejornal RedeTV! News e do Cidade Alerta (na Record), programa que ele assumiu até a licença médica por conta do tratamento contra o câncer. No Cidade Alerta onde nasceram dois de seus mais famosos bordões: "Corta pra mim!" e "Bota exclusivo, minha filha, dá trabalho pra fazer". A atração está sendo apresentada por Luiz Bacci desde o dia 5 de maio.

Rezende deixa cinco filhos (quatro mulheres e um homem), cada um deles de um relacionamento anterior diferente. Desde fevereiro de 2016 ele namorava Luciana Lacerda.

Baianas que trabalham de forma tradicional vão receber selo da Prefeitura de Salvador

As baianas de acarajé que seguem a tradição em Salvador irão receber, a partir da próxima semana, o selo “Baiana Legal”.

 A iniciativa é do Conselho de Cultura de Salvador em parceria com a Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam). 

Varela Notícias conversou com a presidente da associação brasileira, Rita Ventura, sobre o tema. Segundo ela, o intuito principal do selo é valorizar o trabalho da baiana. 
“A gente vai colocar um selo na baiana que estiver totalmente legalizada. Com a roupa, com a licença da prefeitura em dia, trabalhando direitinho. E independente da gente colocar esse selo na baiana a gente vai distribuir para a população um fôlder. Valorize uma baiana tradicional”, explicou.
Em julho deste ano, a profissão da baiana de acarajé entrou oficialmente para a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Na ocasião, a Abam estimou que, somente em Salvador, 3.500 profissionais seriam beneficiadas com o reconhecimento da profissão.
Para Rita Ventura, a entrada da profissão na CBO “ajudou” para que fosse criado o selo. “Na documentação que foi feita no Ministério do Trabalho, consta que para a baiana ser de fato uma profissional ela tem que estar na rua, de bata, de saia, de torso, com o tabuleiro e licença da prefeitura”, disse.
Outro ponto que Rita aponta como de extrema importância para a manutenção da cultura é o fato da Baiana ter sido classificada como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O título foi concedido em 2005, no entanto, de acordo com Ventura, ele precisa ser renovado a cada 10 anos, mas a renovação ainda não foi feita em Brasília.
“A cada dez anos é feita uma pesquisa para ver se está valendo a pena, se está sendo salvaguardado bem. A gente anda pela cidade de Salvador e não vê baiana vestida. E tem um decreto municipal da Prefeitura de Salvador que diz que a baiana, para vender em local público tem que estar de saia, de bata e de torso e isso não está sendo cumprido”, lamentou.
Cursos
Para auxiliar as profissionais, a Abam, em parceria com o SIMM, está realizando cursos de reciclagem gratuitos. De acordo com a presidente, já foram dados cursos de atendimento ao cliente, inglês e matemática financeira. “Para elas verem o quanto elas gastam e o quanto de fato elas têm que vender o acarajé. Porque quem vende acarajé de R$ 1 comprando camarão de R$ 50 a R$ 70 está deixando de pagar alguma coisa, porque o dinheiro não está dando”, questionou.
Futuramente, ainda de acordo com Rita, serão ministrados cursos de manipulação de alimentos, de maquiagem e, no sábado (16), acontece o curso de torso. “Tudo isto para levantar a alto estima da baiana de acarajé”, falou.
Para se inscrever, a interessada precisa entrar em contato com a Abam pelo número de telefone: (71) 3322-9674. Os cursos acontecem na sede do SIMM, no bairro do Comércio, em Salvador.

Quituteiras cobram mais caro pelo caruru

Com preços mais altos, solução foi reajustar
É só chegar setembro que a baiana de acarajé Maria Aparecida Santos, a Cida, que tem ponto na frente da Reitoria, no Canela, se vê cheia de encomendas de caruru. “É um, dois, por dia. Só para o dia 27 eu já tenho três. Mas a família é grande e dá conta de todas as encomendas que surgirem”. Com os ingredientes mais caros, ela conta que teve que reajustar seus preços. “Se for um caruru pra poucas pessoas, sai R$ 30 por cabeça. Mas, a partir de 100 pessoas, já cobro R$ 15 por cabeça”, conta, ressaltando que as encomendas em outras épocas do ano saem mais em conta.
 
A também baiana de acarajé Rosemary Nascimento de Oliveira, a Rose, que tem ponto no final de linha da Boca do Rio, também reclama dos preços. “Tá tudo mais caro. O quiabo, que comprava o quilo por R$ 2, agora é R$ 6 (a reportagem achou por R$ 10). O camarão, que saía por R$ 37, só acho agora de R$ 50. E São Joaquim é o melhor lugar para comprar”, sugere.  Nas encomendas para 50 pessoas, ela cobra R$ 1.200. Para 30, fica por R$ 800. Já a quentinha cheia da iguaria custa R$ 17 a unidade. “Vai vatapá, caruru, frango, feijão fradinho, feijão preto, banana da terra, cana, pipoca. É completo, com tudo que tem direito”, informa. Segundo ela, a antecedência deve ser de cinco dias.
Em tempos de ingredientes caros, a aposentada Maria Santos, 62 anos, além de pesquisar antes de comprar, disse que economiza no seu caruru eliminando o custo da mão de obra. Como ela mesma cozinha, consegue garantir uma economia considerável. “É trabalhoso, mas sai bem mais em conta. Gastei menos de R$ 250 reais para fazer um caruru para 30 pessoas. Se tivesse que pagar por ele pronto, seria bem mais caro”, diz a aposentada.
 
O caruru dela não será daqueles completos, é servido apenas o caruru, o vatapá, o arroz e o frango, mas ela garante que vai ser bem farto e saboroso. “São 10 quilos de frango e quase dois quilos de camarão, que é o que dá gosto”, informa a aposentada, que está na cozinha desde ontem, preparando o caruru que vai servir hoje.Fonte/www.correio24horas.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Eduardo Cunha será transferido para mesma penitenciária onde está Geddel em Brasília

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), conseguiu transferência provisória para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, na próxima segunda-feira (18). Com isso, Cunha ficará muito próximo do baiano Geddel Vieira Lima (PMDB), que desde sexta-feira passada se encontra na mesma penitenciária.
Cunha irá para Brasília por ordem do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara Federal do Distrito Federal. Ele deferiu a solicitação porque o peemedebista tem interrogatório no âmbito da ação penal derivada da Operação Sépsis. Cunha é réu no processo que investiga irregularidades na liberação de valores do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS).
A oitiva de Cunha está agendada para o próximo dia 22 de setembro. O ex-deputado ficará em Brasília, onde já foi um dos políticos mais poderosos, por nove dias, entre 18 e 26 deste mês. Cunha está preso em Curitiba, por ordem do juiz Sérgio Moro, desde 19 de outubro de 2016.fonte/Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

COCAI Catadores de Inhambupe– conhecer e buscar alternativas viáveis.

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE COLETA SELETIVA, LOGÍSTICA REVERSA E DESTINAÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS
Fruto do requerimento 47/17, de autoria do vereador Francisco Thor de Ninha, foi realizada no último dia 06 de setembro, na Câmara Municipal de Alagoinhas, uma Audiência Pública sobre coleta seletiva, logística reversa e destinação de resíduos sólidos, com o objetivo principal de conhecer e buscar alternativas viáveis e eficazes no enfrentamento do problema relacionado aos impactos gerados ao meio ambiente no município de Alagoinhas.
Ao iniciar o encontro, o vereador Thor de Ninha pontuou: “A audiência pública para discutir coleta seletiva, lixo eletrônico e logística reversa vem num momento importante onde o mundo discute uma forma diferente de tratar os seus desafios, principalmente os municípios onde a urbanização cresceu de forma assustadora. Então, se faz necessário que tenhamos atitudes diferenciadas, que tenhamos cidades inteligentes ou sustentáveis, ou cidades verdes, mas que esta tem que ter a participação de todos, tanto dos empresários quanto do poder público quanto da população e pra isso requer com certeza mudança de comportamento, mudança de hábito…”
Logo após, foram convidados para compor a mesa: Luiz Enrique Rodrigues Figuerôa, professor do departamento de Ciências Exatas e da Terra/UNEB – Campus II, Manuel Basílio, presidente da Cooperativa de Catadores de Inhambupe, José Santana, presidente do Conselho Municipal de Inclusão Digital, professor Washington Santos, representante da SEDUC, Edvan Assis, representante do IF Baiano, Marcos Antônio, professor de Meio Ambiente/CETEP, Paulo Luz, secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Inhambupe, Renan Silva, representante SEDEA, Maira Portofe, coordenadora do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental/UNEB.
A audiência contou com a participação de professores e alunos da Escola Oscar Cordeiro, do Colégio Estadual de Alagoinhas, faculdades, técnicos ambientais, representações de entidades, entre outros.
A primeira palestra ficou a cargo de Luiz Figueroa, residente no Brasil há mais de 30 anos, que discorreu sobre o aproveitamento de resíduos gerados na apicultura (sua atual atividade), as visitas realizadas em lixões na Costa Rica, Guatemala, El Salvador e no aterro sanitário de Belo Horizonte, geração de lixo, efeitos das mudanças de hábitos de consumo e problemas ocasionados pela produção de resíduos. “Nós não temos uma dimensão exata do problema que nós dizemos estar tratando. Há uma necessidade de que cada localidade precisa fazer os seus próprios estudos para determinar a quantidade de lixo que estamos gerando”.
O palestrante, fundamentado em alguns dados, apresentou uma estimativa de que em Alagoinhas é produzido 132 mil toneladas de lixo por dia, apontando a necessidade de realizar estudos a fim para traçar uma gestão adequada para o município e o território.
O Presidente da Cooperativa de Catadores de Inhambupe ao iniciar sua fala citou o poema de Manuel Bandeira, intitulado “O bicho”, rememorou as dificuldades financeiras enfrentadas na infância relatando sobre a experiência num lixão, onde buscava alimentos e brinquedos, assim como os desafios do ofício de catador e formas de geração de renda através do lixo. Logo após, apresentou o trabalho desenvolvido pela Associação de Catadores de Inhambupe (COCCAI) que começou a sua atividade com 68 famílias. O modelo da associação vem da experiência de Paranavaí, no Paraná, que divide as cidades em setores e implanta em cada setor a coleta seletiva de porta em porta: “A educação é a arma principal do processo da implantação da coleta seletiva!”.
Maira Portofe destacou a potencialidade do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental da UNEB para contribuir com os problemas apontados durante a audiência e se colocou à disposição, mencionando que o vereador Thor possa representar a interlocução para levar os problemas e dimensões da questão para a universidade.
O vereador João Henrique parabenizou o colega pela iniciativa: “O vereador Thor com a sua sabedoria, a sua humildade e consciência da sua importância e participação na discussão do futuro da nossa cidade, do nosso país e do nosso mundo traz esse debate bastante acertado para a nossa comunidade”.
O vereador Pastor Lins parabenizou o colega Thor de Ninha, falou sobre o aterro sanitário, se colocou à disposição em defesa da causa e fez referência ao trabalho da COCCAI: “Inhambupe está de parabéns, e me sinto como Alagoinhense envergonhado pela organização desse trabalho, pela renovação de mente de vocês, de irem se aperfeiçoar para não só administrativamente falando, mas no dia a dia de vocês prestarem o serviço que estão prestando”.
Ao final, o vereador Thor agradeceu a presença de todos, a parceria da Unopar, o apoio do presidente Roberto Torres no fornecimento da estrutura necessária para a realização da audiência, e afirmou que as suas expectativas foram superadas, ressaltando a importância da construção de uma gestão integrada.
Para atingir este objetivo alguns encaminhamentos foram apresentados, entre eles: estabelecer parcerias com as universidades, sentar e dialogar com as empresas envolvidas na questão da coleta, instigar a gestão municipal para voltar a realizar coleta seletiva, fazer separações duplas considerando o descarte do lixo eletrônico e o prejuízo que ele causa à saúde dos indivíduos através da contaminação do lençol freático. Propôs também estender a reflexão e promover posteriormente um encontro na universidade com a presença das diversas secretarias, empresários, e outros, a fim de criar, construir e elaborar uma Política Municipal de Resíduos Sólidos.
“Nós precisamos fortalecer essa relação, esse vínculo com as universidades, que é quem trabalha com pesquisa, com extensão e discute o tempo inteiro todas as questões importantes do nosso país. Isso não pode estar desgarrado do poder público e nem da sociedade”, conclui Thor de Ninha.
Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas

TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA MÊS DA BÍBLIA

Dia

SANTO DO DIA 

São Guido de Anderlecht 12/09

Guido viveu entre os séculos X e XI, na Bélgica. Desde a infância, ele já demonstrava seu desapego dos bens terrenos. Ainda jovem deixa a casa dos pais e via ser sacristão em uma paróquia perto de Bruxelas. 
Quando ficou órfão, decidiu ser comerciante, pois teria mais recursos para auxiliar e socorrer os pobres e doentes. Mas após um fatalidade, o navio com suas mercadorias afundou, ele decidiu definitivamente seguir a vida religiosa.

Guido vestiu o hábito de peregrino e pôs-se novamente no caminho da religiosidade, da peregrinação e assistência aos pobres e doentes. Percorreu durante sete anos as inseguras e longas estradas da Europa, levando conforto aos mais abandonados. 

Reflexão São Guido é padroeiro dos sacristões e cocheiros. Sua vida foi de inteiro desapego aos bens materiais e de busca da santidade. O pouco que ganhava doava aos pobres que encontrava nas suas andanças pela Europa. Suas maiores virtudes eram a caridade e o silêncio. Num mundo marcado pela pobreza, violência e desigualdades, A vida de São Guido nos inspira a lutar pelo advento de uma nova sociedade.

Oração Deus, nosso Pai, colocamos agora, neste momento, sob a vossa proteção todo o nosso agir e todo o nosso viver. Caminhemos hoje buscando a vossa face de luz. 

Em tudo procuremos a simplicidade, a cordialidade, o bom senso, o bom humor, a alegria cristã, pois lamúrias e tristeza para nada servem. Procuremos mais ajudar que ser ajudados, mais servir que ser servidos, mais somar que dividir, mais ouvir que aconselhar. Não faltemos com a cordialidade, o respeito, a sinceridade, sobretudo para com os que vivem juntos a nós. Por Cristo nosso Senhor.



Depois de tanto andar, Guido voltou para sua terra, residindo na cidade de Anderlecht. Nesta cidade ele morreu, com fama de santidade. Com o passar do tempo foi erguida uma igreja dedicada à ele, para guardar suas relíquias. Santo do Dia

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

'Bunker' de Geddel: PF termina contagem e anuncia apreensão de mais de R$ 51 milhões

'Bunker' de Geddel: PF termina contagem e anuncia apreensão de mais de R$ 51 milhões
A contagem do dinheiro apreendido nesta terça-feira (5) em um apartamento vazio em Salvador durante a operação Tesouro Perdido foi encerrada pela Polícia Federal e alcançou o montante de R$ 51.030.866,40.

 De acordo com a PF, o valor, que era guardado no local pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, é resultado da soma da quantia encontrada em reais, R$ 42.643.500,00; e em dólares (US$ 2.688.000 (que na cotação desta terça, a R$ 3,1203, corresponde a R$ 8.387.366,40).

 A operação Tesouro Perdido é a terceira fase da operação Cui Bono, que investiga um esquema de corrupção do qual Geddel teria participado enquanto era vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal. O dinheiro foi localizado em um apartamento no segundo andar do Edifício Residencial José da Silva Azi, na Rua Barão de Loreto, no bairro da Graça. 

A PF encontrou o local após denúncias no dia 14 de julho, um dia depois após Geddel passar ao regime de prisão domiciliar, e obteve autorização para realizar buscas do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional federal de 1ª Região. 
O vídeo do Twitter está carregando
O imóvel foi cedido por Sílvio Silveira para que Geddel supostamente guardasse objetos do pai, morto em janeiro de 2016 (clique aqui). Veja abaixo o vídeo da contagem feita pela Polícia Federal:Fonte/Bahianoticia.