quinta-feira, 18 de junho de 2015

SÃO JOÃO ESPLANADA 2015


Definidos detalhes para show de Aviões do Forró em Alagoinhas

Tudo certo para que a Banda Aviões do Forró pouse em Alagoinhas no dia 02 de julho, aniversário da cidade. Com o show “Aviões Solidário” a banda vai se apresentar no Estádio Antônio Carneiro (Carneirão), com abertura dos portões prevista para as 13h. 
Foto: Reprodução

A entrada será através de duas latas de leite em pó, que deverão ser trocadas a partir do dia 25 de junho até 01 de julho, no Ginásio de Esportes Antônio Carlos Magalhães (próximo ao Carneirão), das 8h às 17h.

A troca dos ingressos será administrada pela Secretaria de Assistência Social-SEMAS. No dia seguinte a apresentação, a banda junto com o prefeito da cidade Paulo Cezar (PDT) fará uma entrega simbólica do leite arrecadado para as instituições de caridade. No final do mês de maio a cantora Solange Almeida, que é nascida em Alagoinhas, comemorou através de rede social o retorno do Aviões à cidade.

Várias surpresas estão programadas durante o evento que está marcado para começar às 16h. São esperados convidados para show de abertura. Uma suposição, ainda não confirmada, seria a Banda Babado Novo.

Todas as questões de segurança, organização do tráfego e acessibilidade foram definidas.Fonte/www.canalalagoinhas.com.b

FORRÓ DA REGIÃO 2015








Camaforró conta com grandes atrações em Camaçari

Camaforró (Foto: Agnaldo Silva/Divulgação)O Camaforró acontece de 22 a 24 de junho e contará com atrações diversificadas.

 Considerada uma das maiores festas de São João da Bahia são esperadas cerca de 80 mil pessoas por noite.

 Este ano, o público terá ainda mais comodidade para assistir as apresentações, já que a área foi ampliada em 25%.
Se apresentam no palco principal artistas como os cantores Wesley Safadão, Tayrone Cigano, Adelmário Coelho e Flávio Jose, e as bandas Aviões do Forró, Limão com Mel e Estakazero.
Bolsa Atleta em Camaçari (Foto: Adenilson Nunes/Divulgação) A programação no Carramanchão também está diversificada e a maioria dos artistas são de Camaçari. Além desses espaços, o Camaforró contará com o Forródromo, local onde se apresentam quadrilhas juninas e trios pé de serra.
Bolsa Atleta

Os esportistas de Camaçari podem contar com o Bolsa Atleta, projeto municipal que vai estimular ainda mais o esporte em Camaçari, uma das prioridades do governo do prefeito Ademar Delgado que reconhece a importância da prática esportiva para a formação cidadã.
O auxílio financeiro assegura as condições necessárias para que os atletas e paratletas se dediquem aos treinamentos e participem de competições representando o Município. A inscrição para a Bolsa pode ser realizada até o dia 6 de julho.
Limpa Camaçari (Foto: Adenilson Nunes/Divulgação)O procedimento deve ser feito através da impressão e preenchimento de formulário, disponível em um banner no site da Prefeitura. O documento deve ser entregue na Secretaria do Esporte e Lazer (Sedel). A seleção dos atletas acontece de acordo com o ranking e classificação na federação de cada modalidade.
Programa Limpa Camaçari

Manter a cidade cada vez mais limpa, intensificando serviços como roçagem e retirada de mato no meio-fio. Essa é a finalidade do programa Limpa Camaçari, realizado pela Prefeitura através de uma ação integrada entre secretarias e órgãos municipais.
A iniciativa conta também com poda de árvores, varrição de ruas, pintura de meio-fio e retirada de entulho. O Limpa Camaçari já contemplou 17 bairros e localidades, dentre os quais, os bairros Camaçari de Dentro, Phoc I, II
e III, Gleba C, Parque Verde II, São Vicente e Alto da Cruz e as localidades de Barra do Jacuípe, Jauá, Areias, Catu de Abrantes e Sucupió. O programa vai atender todo o Município.Fonte/G1.com

Com doença rara e sem cura, baiano de 21 anos já passou por 130 cirurgias

Jovem de 21 anos já fez mais de 130 cirurgias por causa de doença  (Foto: Arquivo pessoal)Garoto descobriu doença aos dois anos (Foto: Arquivo pessoal)

Um jovem de 21 anos que tem câncer e mora no bairro do Cabula, em Salvador, já passou por 130 cirurgias - média de seis por ano - entre estéticas e procedimentos para retiradas de tumores, após ser diagnosticado com uma doença de pele rara e sem cura.
Bruno Andrade Santana é portador de xeroderma pigmentoso, também conhecida como XP, fruto de uma mutação genética que gera hipersensibilidade à luz solar e deixa os pacientes até mil vezes mais suscetíveis ao câncer de pele.O último procedimento pelo qual o jovem foi submetido ocorreu em maio deste ano, no Hospital Aristides Maltez, quando precisou amputar a orelha esquerda. Após o procedimento, Bruno fez um desabafo em uma rede social.
"Tem gente que não tem nenhuma doença e mesmo assim vive reclamando da vida. Briga  porque não tem roupa de marca ou o carro do ano. Reclama porque o cabelo não é liso, se acha baixo ou alto demais, magro ou gordo e desiste de tudo. Eu não sou assim, sou o oposto disso. Acredito em Deus, tenho fé e corro atrás de tudo que eu quero. Já me deram prazo de vida e estou aqui firme e forte. Não é essa orelha amputada que vai me derrubar nem desanimar. Vou continuar seguindo em frente", pontou.
Cirurgias
A mãe do rapaz, Carmen Andrade, de 49 anos, conta que as cirurgias fazem parte da rotina do jovem desde os três anos de idade, após os médicos conseguirem esclarecer as causas das pequenas manchas que o menino tinha na pele.
"Quando ele tinha um ano, o pediatra percebeu algumas manchinhas no peito dele. Então, comecei a levá-lo no dermatologista, mas ninguém sabia o que era.
 Somente quando ele tinha dois anos foi que a médica disse que se tratava de uma doença rara e sem cura. Comecei a chorar. Além disso, disseram que ele viveria somente até os sete anos. Ninguém sabe explicar como ele está vivo", diz a mãe.Carmen teve de abandonar o serviço de secretária administrativa para se dedicar exclusivamento aos cuidados do filho, que hoje sofre com dores pelo corpo provocadas pela doença, que é hereditária.
Além disso, precisa evitar exposição aos raios ultravioletas (UVA e UVB), gerados pelo sol, que aumentam ainda mais a evolução das manchas na pele e o aparecimento de tumores malignos.
"Ele tinha câncer de pele. Agora, é um câncer bem mais agressivo, que acomete praticamente todo o corpo, até os ossos que estão bem sensíveis. A doença está bem avançada e, em 2011, os especialistas falaram que não tinha mais jeito e que perderam o controle. Ele toma morfina por causa das dores no fêmur e nos joelhos. Às vezes nem consegue andar", diz.Preconceito e superação
O rapaz, que concluiu o ensino médio em 2013 e hoje sonha em cursar uma faculdade e trabalhar, já sofreu muito preconceito por causa da doença.
Há quatro anos, teve de se retirar de um clube onde se divertia com familiares e amigos em Caldas do Jorro, distrito turístico da cidade baiana de Tucano, após algumas pessoas se sentirem incomodadas com a presença dele no local, segundo conta a mãe.
Bruno em comemoração de páscoa com amigos (Foto: Arquivo pessoal)"Esse foi o fato mais triste. Estávamos nos divertindo e o rapaz veio e pediu para que a gente saísse do local. Disse que o pessoal não estava querendo tomar banho por causa dele. Além disso, também chamaram a polícia para que a gente se retirasse. Pegamos o dinheiro e saímos. Não fiz nenhuma denúncia e ficou por isso mesmo", conta.
Carmen também lembra com tristeza dos tempos de escola, quando o menino teve de encarar a discriminação dos colegas e até dos próprios professores. O jovem precisou ser afastado por um tempo das salas de aula.
"Ele teve muita dificuldade para concluir o segundo grau. Ele estudou até a quinta série [atual sexto ano] em uma escola particular. Depois, como eu não tinha dinheiro para continuar pagando, coloquei ele em um colégio estadual. A princípio, todos aceitaram, mas depois ficou difícil. Alguns colegas dele chegaram a chamá-lo de doente mental. Ele chegava a chorar por causa do preconceito, que dói mais do que a doença", conta.
Apesar dos obstáculos, Bruno nunca pensou em desistir da escola. Faltava muitas aulas por causa do tratamento e das consultas médicas, mas era muito dedicado, segundo a mãe. A persistência rendeu até um prémio ao rapaz.
"Na quinta série, ele ganhou o prêmio de 'aluno superação' e ficou muito contente. Depois, o dono de uma escola aqui de Salvador deu uma bolsa para o Bruno e ele voltou a estudar novamente em escola particular, a partir da oitava séria, até concluir os estudos", disse.

Ele fica muito agoniado por querer fazer alguma coisa. Agora, a gente está tentando ver se consegue esse curso para que ele possa fazer daqui de casa mesmo", diz. A mãe afirma que se acostumou a lidar com a rotina do filho, mas vive apreensiva e não esconde o medo.
Como Bruno está debilitado, a mãe não acredita que ele possa frequentrar uma faculdade. A irmã mais velha, de 22 anos, sugeriu um curso à distância.
"Hoje, levo uma vida normal, mas a médica disse que a gente pode perder ele a qualquer momento. Ele não se alimenta direito e toma remédios muito fortes. Passa a maior parte do tempo dormindo e passou a ir com mais frequência ao psicólogo. A gente vive apreensivo e com medo, sobretudo quando ele sente dores. Nós rezamos muito. É muito difícil", afirma.
'Vontade de viver'

Segundo a mãe, as dificuldades, no entanto, parecem não afetar a cabeça do rapaz, que, segundo ela, "tem muita vontade de viver".
"Ele é muito pra cima. Não se entrega, quer viver. Nem quando o médico deu o diagnóstico de que ele tinha pouco tempo de vida ele desanimou. O oncologista disse que exitem muitos pacientes alegres, mas nenhum igual a ele. Às vezes ele vai na padaria, no mercado e brinca com todos. Outro sonho dele é dar o exemplo de vida para as pessoas, além de ver se consegue alguém para ajudá-lo a continuar o tratamento", conclui.

Na Sombra do Poder: O Machista da Câmara e o que está por trás do forró na Alba

Após a reunião da Comissão de Constituição e Justiça desta semana, na Câmara de Salvador, declarações feitas pelo vereador Antônio Mário (PSB) assustaram vereadores e irritaram assessores dos edis, principalmente as mulheres.

 O socialista, que substitui a feminista Fabíola Mansur na Casa, afirmou que o homem tem que ter duas mulheres. “A mulher fica menstruada e grávida.

 Nesse período, como a gente fica? Temos que ter uma reserva para essas horas”. O comentário deixou as assessoras dos outros edis indignadas e o vereador Silvio Humberto, presidente do colegiado, insatisfeito com o que foi falado, deu as costas e se retirou da sala.
  
Arraiá na Alba


A última votação na Assembleia Legislativa da Bahia foi animada ao extremo. De deputados cantando forró no púlpito à parlamentar tocando triângulo e de chapéu de cangaceiro. Só faltou deputado puxando o outro para dançar no meio do plenário. Lembrando que a votação concedeu 60% dos recursos do Estado para forrozeiros e outras manifestações culturais em festas juninas, Carnaval e religiosas.

 
 
Descontentamento e forró
 
Apesar da aprovação e da festa junina com direito a quadrilha comandada pelo deputado Marcelo Nilo (PDT) na Alba, nos bastidores, comenta-se que quem não está nada satisfeito com o novo percentual do projeto na Alba é o governo do estado. Um integrante da administração estadual confidenciou à reportagem do Bocão News:
 "Acabou o São João da Bahia".


Pé firme
 
 
Apesar da liminar da Justiça determinando a suspensão do edital que estabelecia contratos entre a Bahiatursa e municípios baianos para o São João, o órgão manteve a seleção e divulgou 60 cidades contempladas com os recursos. Cerca de 85% delas são de partidos da base do governo estadual e a distribuição de recursos não leva em conta a tradição junina de cada município. Partiu daí a interpelação do Ministério Público argumentando pela falta de critérios objetivos para a escolha dos beneficiados. Uma fonte de dentro do governo conta que quando chega esse período pré-São João, os prefeitos fazem a maior pressão em cima da Bahiatursa querendo recursos para queimarem nas festas. Lembram da história dos municípios sem certidões e que por isso estavam impedidos de celebrar contrato com o governo? Pois bem. Há quem diga que tem gente que chega a falsificar certidão para conseguir o dinheiro extra. Inclusive, existe até processos de apuração de casos assim ocorridos em arraiás passados.
 
 
Cabula ou Papuda?
 
Os tucanos têm contado uma anedota sobre o 5º Congresso Nacional do PT, que aconteceu na semana passada, em Salvador. Dizem eles que, quando um funcionário do hotel sentiu a falta de cadeiras no evento, gritou: “pega cadeira”. Os petistas arregalaram os olhos assustados, porque entenderam: “pega cadeia”. No discurso do governador Rui Costa, a plateia gritou: “Cabula, Cabula”. E os petistas apavorados entenderam: “Papuda, Papuda”. 
  
 
Esporte radical
 
 
O secretário da Fazenda de Rui Costa está sentindo na pele as dificuldades de manter investimentos que o governador exige e ao mesmo tempo tenta ajustar os gastos na máquina pública. Instado a falar sobre a decisão do governo em conceder os reajustes aos servidores públicos em um ato mais político do que técnico, Manoel Vitório desconversou afirmando que seu chefe é arrojado e queria valorizar o funcionalismo. Mas arrematou: “tem sido um verdadeiro esporte radical”. 
 
 
O roda presa de Rui Costa
 
 
Nos corredores do Centro Administrativo da Bahia comenta-se sobre a velocidade de Cícero Monteiro. Dizem que enquanto Rui Costa é “correria”, o nobre Cícero é o “roda presa” na estrutura, deixando a equipe em péssima posição na maratona. Segurando tudo.
 
 
Leilão
 
 
O mundo político baiano não tem visto com bons olhos a forma como o prefeito ACM Neto tem conduzido a sua mudança de partido. Para os aliados, o demista está querendo valorizar o seu “passe”. Primeiro, manifestou desejo de ir para o partido que sairia da fusão DEM e PTB. Em seguida, indicou que iria para a legenda formada da composição PSB e PPS. Agora, fica no “chove e não molha” em relação ao PMDB e PSDB. Aliados advertem: cuidado, prefeito, para não perder o tempo da bola!
 
 
Espelho, espelho meu...
 
 
É tempo de autovalorização na administração municipal. Depois de ACM Neto declarar que é o melhor prefeito do Brasil, na semana passada, o secretário de Promoção Social, Bruno Reis (PMDB), deixou um evento de inauguração antes de terminar. Por quê? Segundo o secretário, ele iria apresentar a dissertação de mestrado.  O peemedebista faz questão de dizer isto por onde quer que passe. Sabe ele que neste meio político já é raro ser alfabetizado, ser mestre, então...
 
 
Tecnologia indomável
 
 
O secretário municipal de Infraestrutura, Paulo Fontana, se estranhou com o controle remoto de um aparelho datashow durante a assinatura do prefeito ACM Neto para início das obras de requalificação da orla do Rio Vermelho. Ao tentar avançar uma animação do painel, Fontana disparava três ou quatro páginas adiante. Assessores da prefeitura sopravam pedindo para ele ‘apertar’ o botão apenas uma vez. Não rolou. Vendo o embaraço que parou a apresentação, o prefeito, em um ímpeto, foi quem tomou a indomável tecnologia da mão do secretário e prosseguiu a apresentação do material.
 
 
Brincante
 
 
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), é um ‘brincante’. Ao ser questionado se sua ida para o PMDB poderia ser inviabilizada por ser comandado por um político de temperamento igualmente forte, Geddel Vieira Lima, Neto disse que eles se entendem bem. Disse que ambos têm palavra e cumprem com os compromissos empenhados. Memória curta a dele.
 
 
Quase certo
 
 
Em 2014, estava tudo certo para Geddel ser o candidato da oposição ao governo do Estado. Havia a palavra de Neto nas negociações. Entretanto, sem mais nem menos, o peemedebista foi tirado do páreo. Em seu lugar, com o apoio do prefeito de Salvador, Paulo Souto foi lançado o candidato para rivalizar com Rui Costa. Comenta-se por aí que o peemedebista é gato escaldado.
 
 
Otimistas
 
 
Nem pra mais, nem pra menos. O vereador Kiki Bispo (PTN) começa a bolsa de apostas da siglas para 2016: em conversa na Câmara, afirmou que o PTN, partido que agora abriu o guarda-chuva para o ex-prefeito João Henrique Carneiro, deverá emplacar a mesma quantidade de parlamentares municipais e manter a bancada: cinco.
 
 
Soma de um lado, subtração do outro
 
 
A equação em que os Sanches poderão migrar de siglas começa a ser resolvida. Quando questionados sobre o assunto, escorregam como quiabos. Um assunto é tido como certo, de acordo com uma fonte dos corredores da Assembleia Legislativa: nenhum dos partidos do governo Alan e Duda deverão seguir. Neste caso restam: PMDB, DEM, PSDB e outros ligados à oposição a Rui Costa. Caso ingressem no grupo de ACM Neto (DEM), Duda ficaria em uma situação mais confortável para 2016, já seu pai, deputado estadual, vai ver o governo lhe virar as costas.
 
 
Cabeça na bandeja
 
 
 
Tal qual como nas escrituras bíblicas, muitos estão dançando de Salomé para pedir a cabeça de João Batista na bandeja. O São João da vez é Josias Gomes e o Herodes Antipas, Rui Costa. Diversos deputados estaduais e federais e vereadores de Salvador estão bombardeando com críticas a articulação política dentro e fora do governo do estado. "Todos os sinais estão claros", afirmou uma fonte ao Bocão News. "O reflexo nós vamos ver nas eleições municipais e próximas votações", completou.

O arraial de Paulo Afonso é pura animação

Festival de Quadrilhas é atração da festa junina - Foto: Margarida Neide | Ag. A TARDE
A cidade de Paulo Afonso vai virar um grande arraial, com ruas decoradas, iluminação especial, fogueiras, adivinhações, simpatias, comidas e bebidas típicas, artesanato e quadrilhas. Também não vão faltar o forró pé de serra, o xaxado, o xote e o baião. O São João da cidade acontecerá entre 19 e 26 de junho, na Praça das Mangueiras, no centro da cidade com atrações locais, para prestigiar os artistas da terra. Já o tradicional São Pedro será no bairro Tancredo Neves, nos dias 27 e 28 de junho, e também promete reunir muita gente para curtir o forró pé de serra.
Com o tema São João na Praça 2015, Paulo Afonso, distante 480 km de Salvador,  espera receber cerca de 20 mil pessoas para os festejos. Além dos atrativos culturais, a cidade promete encantar os turistas com os seus belos lagos, que a transformam em uma grande ilha, com o Raso da Catarina (maior reserva de caatinga do mundo) e a área de proteção ambiental de animais ameaçados de extinção. Paulo Afonso é destino obrigatório para os visitantes, aventureiros e esportistas que buscam lugares ainda pouco explorados.

Como chegar: Via aérea: O Aeroporto de Paulo Afonso conta com voos comerciais Salvador/Paulo Afonso/Salvador pela Azul Linhas Aéreas. Via terrestre: O município de Paulo Afonso fica em um ponto de confluência entre a Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, e tem acessos pelas BR-110 e BR-423. Saindo de Salvador, é preciso trafegar pela BR- 324, sentido Feira de Santana, seguir pela BR-116, sentido Norte, até entrada para Tucano; daí entrar na BR-410 e depois a BR-110 passando por Ribeira do Pombal, Cícero Dantas, Jeremoabo, e, enfim, Paulo Afonso.Fonte/jornal atarde.

São João de Esplanada promove resgate às tradições

Alcymar Monteiro é uma das atrações do São João - Foto: Reprodução
Apostando no resgate das tradições juninas, o município de Esplanada promoverá uma grande festa de 20 a 23 de junho, na Praça de Eventos, que além de bandas, contará com manifestações culturais, como quadrilhas, trios de forró, casamento na roça, entre outras. Haverá ainda a festa de Dois de Julho do Timbó, de 3 a 5 de julho, na Praça Santo Antônio, que promete atrair ainda mais visitantes por conta do feriadão.

Como chegar: Partindo de Salvador pela BR-324  até Simões Filho, daí entrar na BA- 505 passando por  Araçás e Pojuca,  seguir por 90km até Esplanada. Outra opção é partindo do Km 0 Aeroporto pela BA-099 (Estrada do Coco e Linha Verde) por 141km até o entroncamento de Baixio (BA-506 )que dá acesso a Esplanada.Fonte/jornal atarde. 

Cooperativa de Catadores de Inhambupe ganha fardamento e equipamentos de segurança

DSC_0024ensibilizado com o trabalho desenvolvido pela Cooperativa dos Catadores de Inhambupe (COOCAI) o Grupo Itacitrus, o maior produtor de limão Tahiti do Brasil, proprietário da Agropecuária Nossa Senhora do Bonsucesso, localizada em Inhambupe, fez a doação, nessa terça-feira (dia 9) de 10 kits de fardamento e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para a entidade.
Na oportunidade, a empresa foi representada pela técnica de segurança Valéria Gonçalves e pela gerente operacional Giane Gomes, que ressaltaram a importância do trabalho desenvolvido pela cooperativa em prol do meio ambiente. A conselheira fiscal Edna Teixeira representou a COOCAI, enquanto o Coordenador de Resíduos Sólidos e Coleta Seletiva da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Inhambupe, Manoel Basílio, representou a prefeitura municipal.
O secretário de Agricultura e Meio Ambiente Nélio Costa destacou o apoio que a sua pasta vem dando para a promoção do desenvolvimento da cooperativa no município e salienta que daqui para a frente o trabalho da COOCAI vai se revestir de maior responsabilidade, uma vez que levará consigo o nome da Itacitrus, que acreditou e apostou no empreendimento.
Manoel Basílio adiantou que a cooperativa está em vias de concretizar uma parceria com a Rede Socióleo, criada pela Petrobras e que estimula a coleta de óleo de fritura de origem residencial e comercial a título de reciclagem. “Nós já estamos fazendo um levantamento na cidade dos potenciais geradores desses resíduos e vamos providenciar a instalação de bombonas nos estabelecimentos para coletar o material”, contou Basílio.DSC_0019 DSC_0003  DSC_0007 DSC_0017

Audiência Pública discute adequação do PME de Inhambupe ao Plano Nacional de Educação

CAPAPara discutir o Plano Municipal de Educação e adequá-lo ao Plano Nacional de Educação, a Prefeitura de Inhambupe, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação, realizou nesta segunda-feira (dia 15), audiência pública que contou com a participação de professores, gestores, coordenadores, representantes de escolas públicas e privadas, representantes dos poderes Executivo, Legislativo e de movimentos sociais e de religiões de matriz africana, além de autoridades civis.

O prefeito Benoni Leys ressaltou sua certeza de que o resultado do trabalho ali realizado seria muito bom para o município. A secretária de Educação, Iranilda Figueiredo, aproveitou a oportunidade para agradecer a todos pela dedicação na execução do PME em Inhambupe e disse ainda que gostaria de contar com a participação de todos na adequação e elaboração do novo PME, que prevê metas para os próximos dez anos.

Na audiência, que terminou por volta das 17h40, foi explanado para população presente o que era o PME e apresentado o histórico da construção do plano. Posteriormente os participantes foram divididos em 13 comissões para análise e complementação do documento-base em que foram discutidas e feitas alterações julgadas necessárias nas metas e estratégias.

Para a secretária da Educação Iranilda Figueiredo, o evento foi muito produtivo, as propostas apresentadas foram coerentes e a população pode exercer o seu direito democrático, opinando para uma educação de mais qualidade, sendo assim um ato histórico dentro do município. Após feitas as alterações sugeridas na audiência, o PME será encaminhado para o articulador do MEC Renê Silva, que fará uma última revisão, devendo ser encaminhado até sexta-feira para a Câmara Municipal para aprovação.Fotos: José Carlos/ASCOM
DSC_0225 (Copy) DSC_0223 (Copy) DSC_0221 (Copy) DSC_0219 (Copy) DSC_0216 (Copy) DSC_0212 (Copy) DSC_0211 (Copy) DSC_0209 (Copy) DSC_0204 (Copy)  DSC_0200 (Copy) DSC_0199 (Copy) DSC_0198 (Copy) DSC_0196 (Copy) DSC_0195 (Copy) DSC_0194 (Copy) DSC_0192 (Copy) DSC_0191 (Copy) DSC_0187 (Copy) DSC_0185 (Copy) DSC_0183 (Copy) DSC_0181 (Copy) DSC_0170 (Copy) DSC_0168 (Copy) DSC_0158 (Copy) DSC_0154 (Copy) DSC_0153 (Copy) DSC_0149 (Copy) DSC_0143 (Copy) DSC_0140 (Copy) DSC_0133 (Copy) DSC_0132 (Copy) DSC_0130 (Copy) DSC_0129 (Copy) DSC_0127 (Copy) DSC_0125 (Copy) DSC_0124 (Copy) DSC_0123 (Copy) DSC_0121 (Copy) DSC_0118 (Copy) DSC_0117 (Copy) DSC_0116 (Copy) DSC_0115 (Copy) DSC_0114 (Copy) DSC_0112 (Copy) DSC_0108 (Copy) DSC_0105 (Copy) DSC_0099 (Copy) DSC_0097 (Copy) DSC_0092 (Copy) DSC_0090 (Copy) DSC_0088 (Copy) DSC_0086 (Copy) DSC_0084 (Copy) CAPA
DSC_0190 (Copy)    DSC_0160 (Copy) DSC_0177 (Copy)